Tem dúvidas ou sugestões pra me dar? Envie por esse formulário ao lado que eu faço questão de te responder pessoalmente 😉

Comentários

comentários

Cansada de não ser entendida nas relações?

Cansada de não ser entendida nas relações?
28 de agosto de 2015 Erika Mendel

Se você está cansada de não ser entendida nas relações, você precisa aprender como melhorar a sua  comunicação usando as 5 Linguagens do Amor.

Quero começar pelo começo e para isso, precisamos entender o que é linguagem.

Linguagem é qualquer meio sistemático de comunicar ideias ou sentimentos através de signos convencionais, sonoros, gráficos, gestuais e etc.. Usamos a linguagem que aprendemos aquela que aprendemos com os nossos pais, na nossa escola e na nossa cultura.

A língua ou idioma é uma forma de linguagem oral. Se falarmos somente nosso idioma, e encontrarmos alguém que também só fale o seu (diferente do nosso), a comunicação entre nós será limitada e teremos que usar outras linguagens para nos comunicar través de gestos, desenhos, etc.

E é exatamente isso que acontece no âmbito dos relacionamentos: como nossos cônjuges, pais, filhos, amigos e nas relações de trabalho.

Vou te contar agora qual é o maior erro que muitas pessoas comentem na comunicação.

Muitas vezes expressamos amor em nossa própria primeira linguagem do amor, ao invés de tentar descobrir qual é a primeira linguagem de nosso cônjuge.

Sua linguagem emocional e a da outra pessoa que você se comunica podem ser tão diferentes quanto é o idioma português e o chinês. Não importa o tanto que você se esforce para manifestar suas ideias no seu próprio idioma, vocês jamais conseguirão manter uma comunicação que fluía.
É sobre isto que se trata este artigo. Com este artigo você aprenderá:

• Quais são as 5 linguagens do amor e a importância deste conhecimento
• Saberá como identificar qual é a sua primeira linguagem do amor
• Saberá como identificar qual é a primeira linguagem do amor do seu par, filho ou outra pessoa que queira melhorar o relacionamento.
• Receberá dicas para melhorar a comunicação para colocar em prática uma comunicação mais amorosa e mais empática.

A quem interessa este artigo:
• Pessoas que desejam se comunicar melhor de forma efetiva a amorosa, independentemente se estão casadas, solteiras namorando pois os conceitos apresentados servem para a comunicação afetiva em todos os níveis.

“As Cinco Linguagens do Amor” é um livro escrito pelo especialista em aconselhamento conjugal, o americano Gary Chapman.

A origem da linguagem do amor

shutterstock_127647092

 

É na primeira infância que desenvolvemos à nossa primeira linguagem do amor. Tem a ver com a forma em que nos sentimos amados pelos nossos pais e cuidadores.

Mesmo as crianças que não se sentem amadas por seus pais e amigos também desenvolverão uma primeira linguagem do amor mas o aprendizado dessa língua, porém, será distorcido e apresentará defeitos da mesma forma que alguém que recebe uma educação com falhas na gramática e desenvolve um vocabulário limitado.

A situação ideal seria se comunicar com o outro a partir da sua linguagem do amor, pois a nossa tendência é falar nossas primeiras linguagens do amor, mas é muito raro que o casal compartilhem da mesma primeira linguagem emocional do amor.

O convite que quero te fazer então é aprender a falar a primeira linguagem do amor da pessoa que você quer melhorar o relacionamento.

Psicólogos concluíram que sentir-se amado é a principal necessidade do ser humano. Por amor, subimos montanhas, atravessamos mares, cruzamos desertos e enfrentamos todo tipo de adversidade. Sem amor, montanhas tornam-se insuperáveis, mares intransponíveis, desertos insuportáveis e dificuldades avolumam-se pela vida afora.

Por este motivo vou focar este artigo nas relações conjugais e entre pais e filhos, mas a metodologia pode ser aplicada para qualquer outro nível de relação.

Te faço 2 convites para refletir:

1. Olhe para sua infância. Você se sentiu adequadamente amado (a) por seus pais? Como eles expressavam amor por você? Com base nos resultados em sua vida, que impacto tiveram na forma de você comunicar amor a seu cônjuge?

2. Faça uma lista das falhas e dos sucessos de seus pais, ao comunicar-lhe afeição e afirmação. Que semelhanças você vê, na forma em que expressa amor a seu cônjuge?

A metáfora do Tanque Cheio x Tanque Vazio

shutterstock_144487549

 

A cada dia, vemos nos noticiários crimes que são cometidos em nome do amor. Parceiros, comentem adultérios em nome do amor outros se submetem a situações degradantes também em nome do amor.  Pais que atendem à desejos descomedidos de seus filhos em nome do amor.

Voltando à primeira infância e usando uma metáfora, que o autor usa no livro: “Dentro de cada criança há um “tanque emocional” esperando para ser cheio com o amor. Se ela se sentir amada, se desenvolverá normalmente; porém, se seu “tanque de amor” estiver vazio, ela apresentará muitas dificuldades”

E então vem o questionamento se nestas relações existe um indicador invisível de um “tanque” vazio? Estas submissões e necessidades são motivadas pela escassez e carência de amor e o sentimento de vazio emocional?

As 5 as linguagens do amor são:

• Palavras de Afirmação
• Qualidade de Tempo
• Receber Presentes
• Formas de Servir
• Toque Corporal

Vamos explorar cada uma das linguagens, suas características e dicas para colocar em prática melhorando seus relacionamentos.

Linguagem do Amor #1 : “Palavras de Afirmação”

shutterstock_265834958

 

Uma das formas de se expressar o amor emocional é utilizar palavras que edificam. Elogios verbais e palavras de apreciação são poderosos comunicadores do amor.

De uma forma geral, pessoas se motivam com palavras elogiosas, de afirmação e desta forma as pessoas se tornam mais disponíveis, mas propensas a retribuir a gentileza. Mas existem pessoas que tem como primeira linguagem do amor as “Palavras de Afimação”.

Palavras encorajadoras, e que inspirem coragem. Muitas vezes pessoas se paralisam frente a uma situação por medo ou insegurança e tudo que esperam são palavras encorajadoras. Isto não significa pressionar a pessoa a fazer o que você deseja mas sim, encorajar esta pessoa a desenvolver alguma aptidão que ele já possua e para isto é necessário empatia.

Palavras Elogiosas: O psicólogo William James afirmava que, possivelmente, a mais profunda necessidade humana é a da apreciação. Tenha sempre uma palavra de elogio e apreciação.

Palavras Bondosas: Trata-se da maneira com que expressamos a maneira como falamos é extremamente importante. Nossa tendência é revidar da mesma forma que falam com a gente ou seja, respondemos com agressividade quando nos falam com agressividade. Atenção: peso da agressividade é diferente para os diferentes estilos.

Palavras Humildes: Isto significa que o amor faz solicitações e não imposições. Quando damos ordens saímos do nosso papel para tornarmos pais ou mães dando ordens ao filho. Por isso a forma com que nos expressamos nossos desejos é muito importante.

Linguagem do Amor # 2: “Qualidade de Tempo”

shutterstock_206176915

 

Imaginemos então uma situação em que ambos usem palavras de afirmação 100% com o outro. Seria esta uma garantia de um bom relacionamento? Não necessariamente, pois digamos que um deles está sempre ausente e partilham pouco tempo juntos e não oferece ao outro um tempo de qualidade.

Para algumas pessoas, a primeira linguagem do amor está relacionada à Qualidade de Tempo mesmo que receba elogios o tempo todo, isso não seria o mais importante para ela.
“Qualidade de Tempo” seria dedicar a alguém sua inteira atenção, sem dividi-la.

Dar um passeio, sair para comer à sós. O estar junto tem a ver com o focalizar a atenção. Quer dizer fazer coisas juntos e conceder atenção total a quem está conosco. A atividade em si não é o mais importante e sim a atenção que damos e recebemos.

Conversa de Qualidade: Isto significar parar tudo para conversar em um diálogo acolhedor sem interrupções. Ouvir por ouvir e na hora de comunicar o amor compra alguns quesitos básicos como:Olho no Olho, Atenção total, Saiba Escutar, Não Interrompa para exprimir as suas própria ideias, Observe a Linguagem Corporal

Atividades de Qualidade: Compartilhar alguma atividade pela qual um ou os dois se interessem, que os desejem fazer com consciência de que esta é uma forma de expressar amor e de permanecer juntos.

Linguagem do Amor #3 : Receber Presentes

shutterstock_171178355

 

Presentear é um ato universal. Em muitas culturas é fundamental em diversas ocasiões. Nas cerimônias de casamento inclui dar e receber alianças.

O amor está acompanhado do ato de conceder.

Quando vamos presentear alguém. Primeiro pensamos nesta pessoa. Pensamos se ela vai gostar ou não e procuramos comprar algo que agrade àquela pessoa. Não importa se o valor é caro ou barato. O que importa é o tempo dedicado à esta ação.

Os presentes são símbolos visuais do amor e estes símbolos podem ser mais importantes para uns do que para outros e para determinadas pessoas esta é a primeira linguagem do amor.

Existem presentes de todos os tamanhos, cores e formatos. Alguns são caros, outros baratos. Para aquela pessoa cuja primeira linguagem do amor é receber presentes, o preço pouco contará. Presentes podem ser comprados, achados ou elaborados.

O presente da Presença: estar presente é intangível e muito significativo e pode valer mais que qualquer outro que você tenha na mão. O presente de si mesmo. Isto significa estar presente quando o outro precisa.

Linguagem do Amor #4 : Formas de Servir

shutterstock_166268645

 

Para algumas pessoas, não adiantará nem tempo, nem presentes nem palavras se as rupas ficam espalhadas pela casa a só louça ganha um destino se for a partir dela mesma.

Para estas pessoas o que importa são as ações, ou seja são as formas de servir pelas quais elas são agraciadas.

Atividades domésticas variadas, como arrumar, levar o lixo para fora, arrumação de camas, de casa levar o cachorro para passear, cuidar dos filhos. Ou auxílio em um trabalho onde a habilidade específica é bem vinda!

Jesus, lavou os pés de seus discípulos em uma cultura onde as pessoas usavam sandálias e caminhavam por estradas poeirentas e que esta era uma atividade para os servos da casa, lavar os pés dos convidados que chegavam. Foi na verdade uma expressão de amor.

Linguagem do Amor # 5 : Toque Físico

shutterstock_120776140

 

O contato é uma forma de comunicar o amor emocional. Bebês que são tomados nos braços, beijados e abraçados desenvolvem uma vida emocional mais saudável do que os que são deixados durante um longo período de tempo sem contato físico.

Quando foi a última vez que vocês andaram de mãos dadas? Como estão as relações sexuais?
Imaginem um casal. Ela tem a primeira linguagem do amor Formas de Servir atua com seu parceiro desta forma: oferecendo todos os dias casa intocável, comida fresca, auxílio às crianças nas tarefas..

Final do dia, um caco. Afinal ela também trabalha fora! Faz isto crente.. mas seu parceiro parece distante.

A primeira linguagem do amor dele é o toque físico! E, isto não ocorre nunca. Ela cai na cama e não oferece e nem se permite nem um cafunezinho que seja. Ela simplesmente está morta!
Saiba você que o toque físico pode iniciar ou terminar um relacionamento. Pode comunicar ódio ou amor.

Um abraço afetivo comunica amor a qualquer pessoa, mas aquela que possuir o “Toque Físico” como primeira linguagem do amor, desfrutará de forma mais intensa aquele gesto, sentindo-se amada e segura.

Continente Afetivo: O impulso que sentimos em afagar alguém em tempos de crise. Um poderoso comunicador de amor. Em épocas difíceis, mais do que em qualquer outra, precisamos nos sentir amados.

A importância da Carícia: Todo corpo que não é acariciado começa a morrer. O contato é uma fonte de saúde e é a ação terapêutica mais importante. A pele não somente cumpre a função de separar, mas também de unir. As caricias trazem inúmeros benefícios tais como:
• Revitalização dos órgãos
• Efeito reforçador do sistema imunológico
• Efeito antidepressivo
• Aumento da autoestima
• Redução do nível de ansiedade
• Reforço da identidade
• Percepção integrada de si mesmo
• Ativação das funções sexuais
• Sentimento de felicidade

Descobrindo sua Primeira Linguagem do Amor

shutterstock_121961872

 

Como descobrir a sua primeira linguagem do amor?

Ao ler o texto acima, pode ser que você já tenha identificado a sua primeira linguagem do amor. Caso você ainda esteja na dúvida, quero te fazer umas perguntas?

1. O que a outra pessoa faz ou deixa de fazer que mais te magoa? O oposto a isso é, provavelmente, sua linguagem do amor.

2. O que você mais solicita à outra pessoa? Aquilo que mais solicita dela, é provavelmente o que faz você sentir-se mais amado (a).

3. Qual a forma mais frequente que você expressa o seu amor à seu cônjuge? Essa pode ser uma indicação de que desta forma você também se sinta amado.

Ao utilizar estas três indicações, provavelmente será possível descobrir sua primeira linguagem do amor.

No caso de ficar em dúvida entre 2, é um bom sinal pois pode ser que você seja “bilíngue” e isto facilita a vida do outro.

Caso você ainda tenha dúvidas, continue a fazer perguntas?

4. No passado, o que me atraía nele (a)? O que ele (a) fazia, ou dizia, que me motivava a querer ficar ao seu lado?

5. Que tipo de companheiro (a) seria melhor para mim? Como seria o meu (minha) perfeito?

As críticas de seu cônjuge sobre seu comportamento, também te fornecem dicas “quentes” a respeito de sua primeira linguagem do amor. As pessoas tendem a criticar mais seus cônjuges na área em que eles mesmos têm suas mais profundas necessidades emocionais. A observação que fazem é uma forma inútil de suplicar amor. Se conseguirmos entender essa característica, tornaremos estas críticas mais produtivas

Pílula de Felicidade: 

Agora vamos a ação!

1) Identifique a sua primeira linguagem do amor e escreva um pouco sobre ela.

2) Liste as outras linguagens em ordem de importância para você.

3) Registre qual, na sua opinião é a primeira linguagem do amor de seu parceiro ou parceira. Se conseguir também liste as outras em ordem de importância para a outra pessoa.

4) Reflita a respeito das suas conclusões.

5) Sente-se com seu parceiro ou parceira para conversar com qualidade de tempo. Digam um ao outro quais vocês acham ser suas próprias linguagens do amor.

6) Verifiquem se ambos estão dispostos a fazer um novo compromisso, de forma a falar a primeira linguagem do amor do outro?

7) Quando vão começar?

Caso ambos concordem com o desfio, sugiro uma tarefa: O Jogo da “Checagem de Tanque” que deve ser feito 3 vezes por semana. Ao chegar em casa, perguntem um ao outro:

1) Avaliem perguntando um ao outro, em uma escala de zero a dez, como estão os “tanque do amor” neste dia. Zero significa vazio e 10 quer dizer cheio até a boca

2) Verifiquem então o que cada um pode fazer para ajudar a enchê-los. Cada um deve dar uma sugestão para encher o seu tanque

3) O outro deve se empenhar para atender.

Pratiquem o jogo durante algumas semana e vejam como o que aprenderem sobre o outro e como se sentem dentro deste nova forma de agir.

Para Refletir e Concluir:

O amor não apaga o passado, mas altera o futuro. Quando escolhemos expressar nosso amor de forma mais ativa, e utilizamos para isso a primeira linguagem de outra pessoa, criamos um clima emocional que pode curar as feridas dos conflitos e fracassos de nosso passado.

Comentários

comentários

Comments (0)

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*